Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

5 técnicas para acabar com a ansiedade e preocupações

Antes de conferir nossas técnicas para acabar com a ansiedade, é importante saber que ela, em si, não é negativa, pois funciona como um mecanismo de alerta que nos prepara para situações de ameaça física, mental ou social. Sendo assim, ela é útil quando nos estimula a agir e resolver algum problema.

Porém, quando as preocupações envolvem questionamentos e medos irracionais, gerando tensão, desmotivação e, consequentemente, improdutividade, se transforma em um grave problema. Inclusive, pode se tornar uma doença.

O ataque de pânico, por exemplo, está associado ao seguinte cenário: quando o indivíduo tem medo de sentir medo. Inclusive, a recusa de aceitar a ansiedade como algo natural faz com que a ansiedade patológica apareça, gerando preocupações excessivas, que paralisam e adoecem quem as sente.

Nesses casos, é indispensável procurar ajuda profissional, já que é muito difícil lidar com a situação sozinho. Em outros contextos, a melhor alternativa ainda é a prevenção, por isso, preparamos este post com 5 técnicas que vão ajudar você a trabalhar melhor as preocupações e evitar que elas se tornem patológicas.

Quer saber quais são essas técnicas? Então, continue esta leitura!

1. Aceite que você não pode controlar tudo

Um dos motivos que levam uma pessoa a ficar ansiosa é o hábito de tentar controlar tudo ao seu redor. Nesse caso, ela tenta prever todas as possíveis variáveis sobre determinadas situações, tentando garantir meios de controlar os resultados.

Só que ninguém pode ter controle de tudo na vida, e essa expectativa acaba por gerar frustração. Até porque ninguém consegue prever o futuro e as variáveis que o envolvem.

Dessa forma, se você quer fugir da preocupação e da ansiedade, aceite que não pode controlar tudo. Livre-se dessa pseudossegurança e deixe as coisas acontecerem naturalmente. Muitas vezes, não importa o quanto você se preocupe, as coisas sairão de controle — e isso faz parte da dinâmica da vida.

2. Foque memórias positivas

Segundo Ad Kerkhof, psicólogo da Universidade Virje, de Amsterdã, na Holanda, as memórias positivas podem ser grandes aliadas para fugir dos efeitos da ansiedade. De acordo com ele, as preocupações não se restringem apenas ao presente.

Preocupamo-nos com tudo — família, trabalho, saúde, relacionamentos —, inclusive com o passado e o futuro. E muitas dessas preocupações se manifestam à noite, especialmente na hora de dormir, tirando nosso sono e descanso.

Baseado nisso, o professor Ad Kerkhof aconselha a técnica que visa focar as memórias positivas para aliviar as tensões negativas. Segundo ele, você deve tirar dez minutos de recordações positivas para cada cinco minutos de preocupações.

Recorde-se de momentos em que se sentiu feliz e relaxado. Lembre-se das cores, dos sons e dos cheiros desses momentos. Isso fará com que se encha de emoções e sensações positivas.

3. Busque distrações

As distrações têm a capacidade de espairecer a mente, fazendo com que ela se livre da ansiedade. Ler um bom livro, fazer um breve passeio, ouvir uma música de que gosta, ligar para um amigo ou assistir a um filme são alguns exemplos.

A intenção não é ignorar os problemas, como muitas pessoas pensam, e sim dar às preocupações a atenção que elas merecem e na hora adequada. Além do mais, isso faz com que nosso cérebro deixe de focar apenas o que há de negativo ao nosso redor, reconhecendo os eventos favoráveis também.

Essa prática também evita que as preocupações excessivas causem angústia, levando ao transtorno de ansiedade, que é uma patologia grave que afeta a capacidade cognitiva, impactando as relações sociais e profissionais do indivíduo. Então, dê-se um tempo e deixe as preocupações para depois.

4. Crie a “hora da preocupação”

Outra técnica eficaz para diminuir preocupações em excesso, criada pelo professor Ad Kerkhof, é a “hora da preocupação”. Um dos fatores mais prejudiciais da preocupação é o fato de que, quanto mais você determina que deve parar de se preocupar, mais você se sente ansioso.

Isso acontece porque, quando você diz: “não vou me preocupar com isso”, o cérebro elimina a palavra “não” e entende apenas o restante da mensagem.

A técnica é baseada em terapias cognitivo-comportamentais e consiste em determinar um momento ao longo do dia para encarar as preocupações. Podem ser 15 minutos pela manhã e outro período igual pela tarde.

Nesse intervalo, dedique-se apenas a isso. Dessa forma, você estabelecerá uma atividade e depois poderá se desligar disso e se dedicar a outras coisas.

5. Respire corretamente

Algumas pessoas podem não dar importância à respiração, mas esse processo merece toda a atenção quando se trata de controle de ansiedade. Quando você está muito ansioso, o corpo se prepara para reagir àquilo que está causando ameaça. Suas frequências cardíaca e respiratória se alteram, liberando adrenalina no organismo.

Todo mundo já passou por isso, e da mesma forma que o organismo gera esse tipo de reação fisiológica, o caminho inverso também é possível. Isso quer dizer que existem meios de recobrar a tranquilidade e, assim, evitar os efeitos da ansiedade no organismo.

Um dos processos mais simples e eficazes é por meio do controle da respiração. Respirando corretamente, ou simplesmente tendo consciência disso, você consegue alterar a frequência cardíaca, as tensões musculares, a pressão sanguínea e a liberação de substâncias capazes de influenciar a forma como nos sentimos.

Existem várias técnicas de respiração, mas basicamente elas se resumem em focar alguma coisa enquanto respira. Pode ser o movimento das narinas, a flexão do tronco ou até mesmo contagens, como é o caso da técnica “três a três”, em que a pessoa puxa o ar lentamente enquanto conta até três. Em seguida, permanece com o ar nos pulmões por mais três segundo e, finalmente, solta o ar lentamente enquanto conta até três.

Como você pode perceber, as técnicas mostradas neste texto são simples e não tomam muito tempo. Porém, a simplicidade não interfere na sua eficácia. O importante é identificar o grau de preocupação e, caso ela seja persistente e provoque tensão, fadiga, perturbações no sono e dores de cabeça, procurar ajuda profissional.

E então, gostou das nossas dicas para acabar com a ansiedade e as preocupações? Compartilhe sua opinião com a gente e deixe seu comentário no post!

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

POSTS RELACIONADOS



15
set

Plano e planejamento: entenda as principais diferenças

Você conhece as diferenças entre plano e planejamento? Ambas as palavras têm conceitos completamente distintos, bem diferente do que muitas pessoas pensam. O primeiro tem relação com aquelas coisas que...
Leia Mais
14
ago

Consumo consciente: saiba como colocá-lo em prática

A contemporaneidade é marcada por um excesso. A todo momento, você é incentivado a comprar produtos, nem sempre necessários, que lançam mão de falsas promessas do suprimento total de suas...
Leia Mais
07
ago

Descubra como definir seus objetivos financeiros

Não há limites para a capacidade humana de desejar, porém, os recursos disponíveis para concretizar todos esses desejos são escassos. Essa regra básica de economia é universal e se aplica a...
Leia Mais

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Plano e planejamento: entenda as principais diferenças
15 de setembro de 2017
5 cuidados para ter ao contratar a previdência privada
11 de setembro de 2017
Consumo consciente: saiba como colocá-lo em prática
14 de agosto de 2017
Descubra como definir seus objetivos financeiros
7 de agosto de 2017
Procurando melhores investimentos? Conheça 5 para evitar
31 de julho de 2017
Ritual matinal para uma vida em sua melhor versão
25 de julho de 2017

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!