Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Quando falamos em independência financeira, duas situações costumam ser lembradas. A primeira é quando o jovem decide sair da casa dos pais para morar sozinho; a outra, que será tema deste artigo, está relacionada a não necessitar de dinheiro proveniente de trabalho ou outro tipo de esforço para se viver confortavelmente.

Também chamada de aposentadoria, esse tipo de independência financeira pode até não ser simples, mas, com toda certeza, conquistá-la traz grande satisfação, principalmente em uma idade da vida em que você deseja ter mais tempo para si e para a família. Continue a leitura e saiba como alcançar isso!

Entenda a importância de planejar a independência financeira

Aqui no Brasil, temos um modelo previdenciário falido que está prestes a passar por grandes mudanças. Com isso, muita gente acaba tendo receio do futuro. Afinal, como assegurar uma vida confortável e independente quando se trata das finanças pessoais?

Esse medo não é infundado, pois realmente é preciso pensar bem nesse assunto, já que, ao contrário do que muitos pensam, a aposentadoria não é comprada, mas sim vendida.

A grande diferença está no fato de que quando você vai realizar a compra de algo, como um carro ou uma casa, você tem a oportunidade de analisar diversos fatores e, se ainda assim sentir que fez a escolha errada, você pode vender novamente.

O mesmo não ocorre com a aposentadoria, que é adquirida somente uma vez na vida. Portanto, escolhas erradas podem ser decisivas para o seu futuro.

Analise as características corretas

Levando em consideração as informações que foram mencionadas, é essencial ter a segurança de que está analisando adequadamente como conquistar sua independência financeira.

Normalmente, quando vão procurar sobre o planejamento para obter a independência financeira, as pessoas começam a se questionar a respeito da sua vida atual, para saber como fazer para poupar o suficiente até o futuro.

No entanto, a melhor forma de fazer os cálculos necessários é analisando o futuro para saber como agir no presente para atingir aquele objetivo. Comece por questões como:

  • Quando você planeja se aposentar?
  • Qual seu gasto atual?
  • Qual será o seu gasto quando você resolver se aposentar?

Essa última questão envolve também alguns cálculos, já que é preciso considerar a inflação e outras características. Primeiro, verifique o valor de que você necessitará nessa época.

Lembre-se de que, embora algumas despesas possam diminuir (com a saída dos filhos de casa, por exemplo), outras podem aumentar. Leve em consideração o estilo de vida que você desejará ter, longevidade, plano de vida e outros fatores.

Quando obtiver um número, multiplique-o por 250 e adicione uma taxa de inflação estimada para o período em que você deseja começar a utilizar seu dinheiro.

Para facilitar, você pode usar esta calculadora, que permite que você insira as informações e lhe dá o resultado dos valores e tempo necessários para que você possa alcançar sua independência.

Elabore formas de conseguir os valores

Provavelmente você chegou a um ponto em que está considerando o valor necessário para ser poupado como sendo alto. Entretanto, é importante ser realista e saber de fato quais são as suas necessidades, pois isso evita que você cometa erros que podem comprometer sua independência financeira no futuro.

Algumas pessoas acreditam que ela é inalcançável, mas, com algumas atitudes, é possível chegar lá. Embora cada caso exija uma análise diferenciada, nós separamos algumas ações que podem ser muito úteis para que você consiga acumular a quantia que deseja. Veja:

Planeje o seu orçamento

É importante analisar como fazer para conseguir atingir seu objetivo. Se você precisa poupar R$ 1.500,00 por mês, por exemplo, de onde você conseguirá o dinheiro?

Por vezes, nós gastamos além do que imaginamos, simplesmente por não ter um controle sobre as despesas.

O primeiro passo para saber como ter uma reserva financeira é colocar na ponta do lápis todos os gastos, mensais, semanais e anuais.

Não se esqueça de incluir os gastos eventuais com passeios e viagens, pois assim será mais fácil de conseguir realizar o passo a seguir.

Economize o quanto puder

É comum que as pessoas ganhem e gastem a mesma quantia, sem conseguir uma folga entre as despesas e as receitas. Após fazer o planejamento, analise quais são os gastos que podem ser reduzidos.

Claro que não é necessário, nem saudável, mudar seu estilo de vida radicalmente ou se privar das coisas que você quer muito.

No entanto, economizar em viagens, evitar a troca de carro frequente ou até mesmo deixar de comprar coisas que não são de fatos necessárias pode causar grande diferença no final das contas.

Faça pesquisa de preços, estabeleça limites mensais para gastos com o lazer dos finais de semana e a compra de roupas, sapatos e acessórios, por exemplo.

Se for estabelecido um limite de R$ 200,00, tente não ultrapassar esse valor. Caso economize mais, pode até utilizar essa quantia no mês seguinte. Só não caia na tentação de gastar mais em um mês dizendo que economizará no seguinte, pois será bem difícil manter essa decisão.

Quite suas dívidas

Caso você tenha dívidas, verifique, por meio de uma planilha, quais as melhores maneiras de quitá-las. Você pode até prolongar os prazos de pagamento, mas deve primeiro analisar as taxas de juros, para que eles não acabem por aumentar os valores.

Lembre-se também de que você precisa encontrar a melhor forma de realizar o pagamento e que contrair empréstimos novos com juros excessivos para quitar dívidas antigas pode apenas piorar a situação.

Escolha opções mais em conta, como o crédito consignado e as cooperativas de crédito, que podem ter créditos bem mais acessíveis do que os bancos e as financeiras.

Conscientize toda a família

As finanças podem ser um ponto complicado quando o diálogo não é feito da forma adequada com toda a família. Se você mora com outras pessoas, é preciso que elas estejam a par das suas intenções e te apoiem. Dessa forma, todos poderão colaborar para o controle de gastos da casa como um todo.

É preciso chegar a um acordo, dialogar e verificar quais são as mudanças possíveis e quais gastos devem permanecer inalterados.

Ao mesmo tempo, todos precisam saber da importância de abrir mão de algumas coisas no presente para obter um futuro mais confortável.

Faça investimentos

Investir seu dinheiro em algo que lhe dê um retorno é um caminho para conquistar de fato a independência financeira. Com o passar dos anos, seus investimentos lhe renderão dinheiro, até que você, de fato, não necessite mais de outra fonte de renda para viver.

Mantenha seus objetivos em mente

Nem sempre manter-se fiel aos seus objetivos é fácil. Às vezes, aparecem algumas dificuldades que podem fazer com que você deseje cometer alguns excessos ou mesmo desistir os seus objetivos.

Porém, se você tiver clareza de que isso poderá te ajudar a prosperar financeiramente e lembrar-se sempre seu protagonismo em sua vida, conquistar a independência financeira será mais fácil!

Se você gostou do texto e deseja obter mais informações que te ajudem a controlar as finanças, curta nossa página do Facebook!

201703-INDEPENDENCIA-FINANCEIRA-SIMULADOR

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

POSTS RELACIONADOS



11
out

Saiba como as decisões financeiras impactam na formação dos filhos

A formação dos filhos é uma das grandes preocupações dos pais. A educação tem seu papel no desenvolvimento de um cidadão, e isso passa também por questões financeiras. Proporcionar oportunidades...
Leia Mais
31
maio

Entenda a relação entre autoestima e dinheiro

Chega um determinado momento da vida em que se coloca em pauta as conquistas e se pergunta qual o futuro que se quer para a família. Essas indagações sobre o...
Leia Mais
09
jan

PROCRASTINE DE PROPÓSITO

Se você tivesse que escolher entre procrastinar e acelerar para realizar as coisas mais importantes de sua vida, o quê escolheria? Imagino que a resposta seja acelerar e realizar, ir...
Leia Mais

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Afinal, o que é resiliência financeira?
17 de novembro de 2017
Planejamento financeiro: saiba como criar uma rotina de organização
13 de novembro de 2017
Perfil de investidor: aprenda como identificar o seu contexto
6 de novembro de 2017
Decisões financeiras: saiba como crescer de forma consciente!
16 de outubro de 2017
Saiba como as decisões financeiras impactam na formação dos filhos
11 de outubro de 2017
Planejamento financeiro pessoal: como se preparar e conseguir realizar sonhos?
6 de outubro de 2017

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!