Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

O brasileiro é um povo trabalhador, disso não há nenhuma dúvida. Entretanto, apesar de se dedicar cada vez mais à carreira e almejar uma melhor colocação social e estabilidade financeira, muitos ainda não entendem a importância de possuir uma boa reserva financeira.

Paralelo a isso, alguns começam a perceber que a existência de um futuro tranquilo e confortável depende das decisões e investimentos que são feitos no presente. Principalmente no cenário atual, o planejamento financeiro é visto como essencial para quem pretende desfrutar de uma vida mais segura e feliz.

Pensando nisso, o texto de hoje foi especialmente pensado para ajudá-lo a compreender melhor a importância de dispor de uma reserva financeira e lhe apresentar algumas dicas para não cometer erros financeiros comuns e tornar isso possível. Acompanhe!

Reserva financeira: por que preciso de uma?

Nos dias de hoje, as previsões para o futuro daqueles que estão na idade ativa não são tão animadoras como deveriam. Por enquanto, o que se sabe é que precisaremos trabalhar mais para conquistar a aposentadoria.

Também não é nenhuma novidade que os valores ofertados a título de aposentadoria pela Previdência Social não asseguram a manutenção do padrão de vida de seus aposentados.

Diante de tal cenário, é preciso ter uma boa estratégia e preocupar-se em encontrar meios de investir com segurança, em busca de tranquilidade e conforto. Isso porque o sentido do trabalho sempre deve ser conquistar uma vida mais estável.

Sendo assim, tudo deve partir de uma mudança de pensamento e comportamento. Ter uma reserva financeira exige muita disciplina e planejamento. Quer saber como? A partir de agora vamos lhe ajudar a conquistar a sua. Continue a leitura!

O que fazer para garantir uma reserva financeira?

Conforme dissemos, para se conquistar uma boa reserva financeira você precisará incorporar um novo modo de agir. E, apesar de parecer difícil, a disciplina e o ato de planejar gastos e investimentos são habilidades que se adquirem no dia a dia.

Além disso, existem alguns passos que contribuem significativamente para quem pretende guardar dinheiro e encontrar o ponto de equilíbrio entre as despesas do cotidiano e investimentos para o futuro.

1. Mantenha seus gastos mensais organizadas

O primeiro passo pode parecer um pouco óbvio, mas muita gente ainda não consegue organizar as despesas mensais adequadamente. É grande o número de pessoas que gasta mais do que recebe, e essa é a primeira questão que precisa ser organizada.

Ora, se você gastar mais do que tem ou tudo o que receber, obviamente não lhe restará qualquer quantia destinada à reserva financeira. Portanto, comece agora mesmo a fazer um planejamento financeiro familiar, mapeando todas os seus gastos mensais.

Como estratégia, faça uso de planilhas, anotações, aplicativos de celulares ou qualquer outro método que se adeque ao seu perfil. O importante é ter na ponta do lápis todas as suas entradas e saídas mensais.

2. Trace estratégias para quitar dívidas existentes

Todo mundo possui algum tipo de dívida, seja um financiamento de carro, casa ou até mesmo compras parceladas no cartão de crédito. Entretanto, tais dívidas não podem comprometer o orçamento familiar mensal.

O limite ideal de comprometimento da renda com as dívidas é de 30%. Faça esforço para não ultrapassar esta porcentagem e manter as contas em dia. Além disso, procure renegociar aquelas que se encontram em atraso, de acordo com as suas condições.

Ademais, trocar dívidas mais caras e com juros mais expressivos, como o cheque especial, por outras mais baratas, como um empréstimo consignado, é outra estratégia bem eficiente para equilibrar as finanças pessoais.

3. Tenha uma meta de gastos bem definida

Algumas pessoas, mesmo possuindo um bom rendimento mensal, chegam ao fim do mês com quase nenhum dinheiro na mão. Isso acontece, principalmente, porque não possuem uma meta ou limite de gastos previamente definido.

Portanto, para não cair em tentações que comprometam demais a sua estabilidade, defina quanto você poderá gastar de seu rendimento mensal, lembrando que o percentual jamais poderá ser de 100%.

Separe o maior percentual para gastos essenciais (alimentação, moradia, saúde, transporte e educação) — em torno de 50% — e outro percentual para gastos relacionados ao seu estilo de vida (restaurantes, academia, beleza) — aproximadamente 35%. Os 15% restantes deverão estar direcionados a quitar alguma dívida existente e, assim que liquidá-la, tenha o hábito de poupar e alimentar a sua reserva financeira.

4. Priorize a sua reserva financeira

Você se lembra que dissemos que você precisa mudar a sua mentalidade para conseguir juntar uma boa quantia de dinheiro? Pois bem, é necessário colocar o plano de possuir uma reserva financeira como prioridade em suas finanças.

Isso não quer dizer que você deixará de arcar com outras dívidas para poupar dinheiro. Pelo contrário, você irá se esforçar ao máximo para controlar todas as suas despesas, mantendo-as nos limites definidos e, a partir de então, ter uma reserva com segurança.

Entenda que pessoas disciplinadas com tal objetivo jamais deixam para investir somente o que sobra no fim do mês. Esses indivíduos colocam seus investimentos como prioridade, inserindo com as demais despesas essenciais e, assim, conseguem juntar grandes quantias.

É tudo uma questão de mudança de comportamento e de definição de prioridades. Se você sonha com uma vida mais segura e tranquila e um futuro estável, comece a poupar como se esse dinheiro estivesse sempre comprometido.

Caso ainda não tenha se convencido, observe o seguinte cálculo: se você poupar os 15% indicados todos os meses, ao final de um ano terá conseguido poupar a quantia de 3 rendimentos mensais. Ótimo, não é mesmo?

Viu como ter uma reserva financeira não é uma tarefa tão difícil quanto parece? Os benefícios experimentados por quem dispõe de quantias guardadas são enormes. Além de proporcionar uma maior educação financeira, é possível conquistar uma vida mais segura, planejada e saudável, refletindo positivamente na saúde física e emocional. Portanto, comece agora mesmo a aplicar os conhecimentos adquiridos!

Gostou do conteúdo? Que tal assinar a nossa newsletter e receber mais dicas como essa sempre que atualizarmos o nosso blog? Ficaremos felizes em ter você em nossa rede de contatos!

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

POSTS RELACIONADOS



18
abr

Entenda já o que é um investimento com renda fixa

Caderneta de poupança, Certificados de Depósitos Bancários (CDBs), Letras de Crédito Imobiliários (LCIs), Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs), Recibos de Depósitos Bancários (RDBs), Debêntures, Fundos de Investimentos — está...
Leia Mais
23
maio

Passo a passo: como investir no tesouro direto?

Quando se fala em investimento, a população brasileira pensa imediatamente na caderneta de poupança. Mas existe outra modalidade que está se tornando bastante comum: o tesouro direto. O tesouro direto...
Leia Mais
15
out

A INDEPENDÊNCIA, A MATURIDADE, A LIBERDADE E O PROPÓSITO FINANCEIRO

O meu sonho é conquistar a minha independência financeira!” “Uau, eu vislumbro o dia de minha liberdade financeira!” Estes são desejos legítimos e presentes na agenda financeira da maioria das...
Leia Mais

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Afinal, o que é resiliência financeira?
17 de novembro de 2017
Planejamento financeiro: saiba como criar uma rotina de organização
13 de novembro de 2017
Perfil de investidor: aprenda como identificar o seu contexto
6 de novembro de 2017
Decisões financeiras: saiba como crescer de forma consciente!
16 de outubro de 2017
Saiba como as decisões financeiras impactam na formação dos filhos
11 de outubro de 2017
Planejamento financeiro pessoal: como se preparar e conseguir realizar sonhos?
6 de outubro de 2017

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!