Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Juntar dinheiro: como ter perseverança e alcançar objetivos?

Você escuta o tempo todo que deve ter uma reserva financeira e formar seu patrimônio. Afinal, quem não deseja ter solidez e paz no futuro? Também é bem provável que já tenha se convencido de que precisa aplicar parte da sua renda com sabedoria. Mas a grande pergunta é: como juntar dinheiro sem abrir mão da qualidade de vida?

As necessidades e os desejos são ilimitados, por isso, muitas vezes, pensamos que a única solução é ganhar mais. E para garantir algum conforto para sua família, você acaba recorrendo a empréstimos e financiamentos e, por decisões erradas, torna-se refém dos juros bancários.

Então, mesmo trabalhando muito, você pode estar frustrado ao ver seu dinheiro escapar por entre os dedos. É comum sentir aflição diante das incertezas:

  • Como ter clareza em seu propósito de vida?
  • Como estabelecer prazos para atingir suas metas?
  • Como ter prioridades financeiras e conquistar resultados?

Por isso, leia este post até o fim. Vamos dar dicas para ajudar você a liderar a sua vida, dominar o seu dinheiro e encontrar a sua melhor versão.

Seguindo nossas sugestões, você saberá como aproveitar os momentos felizes ao lado daqueles que ama com garantia da tranquilidade de saber que está construindo um futuro sólido e estável.

1. Tenha clareza do seu objetivo para juntar dinheiro

No livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, ao perguntar para o Gato de Botas sobre qual caminho seguir, a menina Alice tem uma provocação como resposta: “Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”.

Essa afirmação faz sentido também na sua vida financeira, pois quem não é capaz de estabelecer prioridades claras dificilmente chega a qualquer resultado satisfatório. Sempre será necessário fazer escolhas em relação ao dinheiro, o que significa que você precisa abrir mão de algumas coisas para obter aquilo que almeja.

Para que tais escolhas sejam conscientes, um propósito inabalável é necessário. Ele deve ser tão valioso a ponto que você não vacile em abrir mão dele por uma satisfação temporária.

Muitas vezes, parece mais fácil acreditar nas desculpas que nós mesmos criamos: “estou cansado”, “eu mereço isso agora”, “todo mundo tem”.

Sem um propósito inabalável, você será guiado pelas prioridades dos outros. Não abra mão de ser o protagonista da sua própria história! Eleja você mesmo as prioridades da sua vida.

Para resistir às inúmeras tentações em uma sociedade norteada pela lógica do consumismo, tenha sempre clareza das escolhas que elas representam.

  • É interessante permitir que os problemas financeiros prejudiquem a harmonia do seu lar?
  • Vale estar sujeito a um futuro de incertezas?
  • Que objetivos realmente importam para você?

2. Estabeleça prazos para atingir cada meta

Ao escolher um caminho, é importante planejar quanto tempo você levará até a conquista do seu objetivo. Muitas vezes, ele pode parecer distante e, por isso, a motivação necessária para juntar dinheiro pode faltar.

O segredo para perseverar em busca das realizações é estabelecer metas de curto prazo, com datas programadas. Então, comemore sempre que superar um desafio proposto, dando-se o direito a uma retribuição por cada conquista.

Mas você também deve estar atento quando não atingir o resultado esperado. Se isso ocorrer, reveja o que pode ser aperfeiçoado no seu orçamento.

Por exemplo, para reservar, em um ano, o valor que atenda a três meses do seu orçamento, será necessário guardar 25% dos rendimentos todo mês. Parece muito?

Se estabelecer o dobro do tempo para a formação dessa reserva, ou seja, dois anos, você precisará guardar 12,5%.

3. Assuma o controle do orçamento

A maioria das pessoas que vive frustrada com a própria renda não tem controle sobre o seu orçamento. E ganhar mais dinheiro não vai resolver se você gastar mais do que deveria.

Para de fato viver em sua melhor versão, tenha uma metodologia bem definida e, assim, acompanhe suas despesas. Você pode anotar num caderno, elaborar uma planilha ou baixar um aplicativo de controle financeiro. O essencial é ter disciplina e anotar tudo.

Primeiro, registre os gastos que são frequentes e compromissados:

  • aluguel;
  • condomínio;
  • energia elétrica;
  • TV por assinatura;
  • internet;
  • telefone;
  • supermercado;
  • prestações de financiamentos;
  • combustível do veículo;
  • plano de saúde;
  • seguros etc.

Em seguida, dê atenção a despesas ocasionais, mas que também precisam ser detalhadas. Entram, aqui, gastos com cinema, vestuário, restaurantes, viagens, salão de beleza, livros, cursos, entre outros.

O próprio hábito de anotar as despesas fará você perceber muitas coisas que podem ser repensadas no orçamento.

Muita gente fica surpresa ao se dar conta do quanto gasta com lazer ou alimentação fora de casa e, sabendo disso, consegue controlar melhor as finanças para juntar dinheiro.

4. Elimine dívidas com juros bancários

Se você tem dívidas, acabar com elas deve ser sua prioridade inicial. A incidência de juros sobre o dinheiro faz com que o inconveniente adquira proporções cada vez maiores. E não custa lembrar que a origem de toda dívida está no descontrole ou na falta de uma reserva de segurança.

Se você está nessa situação, avalie todos os contrários e comece por aqueles com maiores taxas, observando sempre o Custo Efetivo Total (CET) de cada operação.

Busque renegociar o máximo possível, antecipando o pagamento conforme suas condições ou oferecendo garantias que lhe possibilitem pagar menos juros. Se você tiver algum bem com o qual possa liquidar o saldo devedor, avalie se, no momento, pode conseguir uma boa oferta por ele.

Ao superar essa dificuldade, nada de sair gastando despreocupadamente. Será hora de construir sua reserva, a qual deverá estar disponível imediatamente se surgir um imprevisto sério, como problema de saúde, desemprego ou prejuízo em algum negócio. Ela só pode ser usada em caso de real necessidade.

Ao longo dos anos, essa reserva também será um ponto de apoio para você juntar dinheiro, pensando em quando vai deixar de trabalhar.

A recente discussão da reforma da Previdência despertou atenção de muitos para essa realidade inevitável. Ficou evidente que contar apenas com o governo nessa etapa da vida é muito arriscado.

5. Invista com sabedoria

O passo seguinte é usar a lógica dos juros a seu favor, o oposto do que acontece quando está endividado. Em vez de pagar mais do que tomou emprestado, você, agora, buscará receber um valor bem acima do que investir. Faça o dinheiro trabalhar por você!

Aqui, o que mais vale é o investidor que você é, e não apenas o investimento que você faz, por isso destaco frequentemente a importância de se ter um Plano de Vida antes de se construir um plano de investimentos.

Mais vale o investidor que você é, do que o investimento que você faz.

Existe um universo de possibilidades para quem decide juntar dinheiro, bem além da tradicional poupança. Se você tem perfil conservador e quer evitar riscos, pode escolher investimentos de renda fixa, que permitem definir as condições de rentabilidade logo no início.

Para aqueles que desejam maior rentabilidade e estão dispostos a correr os riscos do mercado, investimentos em renda variável, como ações, podem trazer ótimos ganhos.

Mas, para isso, é recomendável conhecer bem o funcionamento do sistema financeiro, afinal, também existe a possibilidade de prejuízos.

Aqui, você aprendeu que, para juntar dinheiro, mais importante do que aumentar sua renda é gastar menos do que ganha. E que o passo seguinte é planejar os gastos para que você possa assumir o protagonismo em sua vida financeira. Mantenha sempre em mente seu propósito inabalável, ou seja, o objetivo que vai conduzir a sua jornada.

Gostou das dicas para juntar dinheiro? Então, é hora de difundir esse conhecimento para as pessoas que você gosta. Compartilhe agora mesmo este post em suas redes sociais e mostre que está comprometido em viver na sua melhor versão!

Quer ir para algo mais avançado? Conheça o nosso manifesto Uma Nação em Sua Melhor Versão.

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

POSTS RELACIONADOS



07
ago

Descubra como definir seus objetivos financeiros

Não há limites para a capacidade humana de desejar, porém, os recursos disponíveis para concretizar todos esses desejos são escassos. Essa regra básica de economia é universal e se aplica a...
Leia Mais
23
fev

Planejamento Financeiro Pessoal “tipo exportação”

Neste post eu compartilho uma entrevista que dei para a XYPN Radio, um dos podcasts mais famosos no circuito dos planejadores financeiros pessoais “fee only” nos EUA. Muito bacana poder...
Leia Mais
08
maio

Aprenda já como fazer uma reserva de dinheiro!

Quem já passou por um período apertado ou teve de lidar com dívidas inesperadas, sabe a importância de ter uma reserva de dinheiro. Porém, fica sempre a dúvida: por onde...
Leia Mais

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Afinal, o que é resiliência financeira?
17 de novembro de 2017
Planejamento financeiro: saiba como criar uma rotina de organização
13 de novembro de 2017
Perfil de investidor: aprenda como identificar o seu contexto
6 de novembro de 2017
Decisões financeiras: saiba como crescer de forma consciente!
16 de outubro de 2017
Saiba como as decisões financeiras impactam na formação dos filhos
11 de outubro de 2017
Planejamento financeiro pessoal: como se preparar e conseguir realizar sonhos?
6 de outubro de 2017

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!