Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Conseguir um futuro tranquilo, com estabilidade financeira, é o sonho de grande parte das famílias brasileiras. Entretanto, essa não é a realidade da maioria. Uma recente pesquisa divulgou que 57,9% das famílias brasileiras estão endividadas.

Esse dado reflete a importância do planejamento financeiro pessoal para se ter uma vida economicamente estável e com condições de seguir no caminho dos seus sonhos sem precisar realizar grandes desvios, caso algum imprevisto aconteça.

O planejamento é ainda mais importante quando se está iniciando uma família. Essa é uma fase de muitas inseguranças e preocupações em relação ao futuro. Afinal, todos querem ter condições de alcançar os seus sonhos e construir um patrimônio em longo prazo que garanta um futuro tranquilo.

Pensando nisso, separamos para você 6 ações que lhe ajudarão a fazer o seu planejamento financeiro pessoal. Confira!

1. Escolha um sonho

O primeiro passo a se tomar é escolher um sonho, um objetivo. É importante que se estabeleçam prioridades, que se priorize um sonho a cada momento. Para diferentes objetivos, existem diferentes metas e caminhos para se traçar. Se tentar realizar todos de uma só vez, a maior probabilidade é que você não consiga concretizar nenhum deles com êxito.

Por exemplo, nesse momento de sua vida é mais importante realizar uma grande cerimônia de casamento ou comprar a casa própria? A partir da realidade financeira da maior parte dos brasileiros, tirar esses dois projetos do papel ao mesmo tempo significaria se afundar em dívidas e iniciar uma família sobre uma base economicamente instável.

2. Comece a se planejar o quanto antes

Quando se fala em planejamento, logo se passa pela cabeça a ideia de algo relacionado a um futuro distante. De certa maneira, esse pensamento está correto, já que é por meio dele que se organizam os próximos anos. Entretanto, isso não quer dizer que você deve demorar a iniciar um planejamento financeiro pessoal ou que ele não traga benefícios em curto e médio prazo.

Essa organização financeira exige poupar, investir e abrir mão de alguns maus comportamentos, o que leva muitas pessoas à postergação. O quanto antes você iniciar o seu planejamento, mais cedo realizará os seus objetivos.

Além disso, ele lhe possibilitará conquistar metas menores, mas primordiais, ao longo de sua caminhada. Por exemplo, conseguir pagar as suas dívidas, viajar em família, ser capaz se manter estável diante de um acontecimento imprevisto etc.

3. Preveja gastos futuros

Uma importante etapa da organização financeira é colocar no papel o quanto você recebe e o quanto gasta com cada coisa. Nesse cálculo considere também as despesas futuras que, mesmo não sendo a realidade presente, são capazes de serem previstas.

Considere o exemplo de você e sua esposa estarem com um bebê recém-nascido. Nesse momento, os gastos com escola não são uma realidade. Mas já é possível, a partir de uma pesquisa em relação às instituições em que você gostaria de matricular o seu filho, estimar o quanto será investido.

Caso deixe para considerar esse valor somente no momento em que chegar a hora de seu filho ir para a escola, você pode não ter condição de colocá-lo onde deseja.

4. Tenha uma reserva financeira

reserva financeira é uma preocupação que todas as famílias deveriam ter, principalmente aquelas que estão se iniciando, pensando em ter filhos ou com filhos pequenos.

É possível calcular o valor de uma boa reserva financeira a partir dos gastos básicos mensais que você tem com a sua família. Por exemplo, se as suas despesas são de R$ 5 mil por mês, o ideal é que você tenha dinheiro suficiente para se manter durante 4 meses sem entrada alguma. Ou seja, deve ter em caixa o total de R$ 20 mil.

Essa reserva não deve ser usada em qualquer contratempo, ela é a segurança da sua família para casos realmente emergenciais.

5. Invista o seu dinheiro

Ter uma reserva financeira, construir um patrimônio que garanta o futuro dos seus filhos, essas e outras metas dificilmente são conquistadas se você apenas guardar a quantia que sobrar ao final do mês. É preciso que o seu dinheiro renda!

Para isso, você deve procurar o melhor tipo de investimento para o seu perfil e objetivo. Como são grandes quantias de dinheiro que estão envolvidas em investimentos, é importante que você procure uma ajuda especializada.

Existem diferentes tipos de investimentos. Há aqueles em longo prazo, como por exemplo o Tesouro Direito. Também existem aqueles em curto prazo, mas que nem por isso não devem ser planejados, como as Letras de Crédito Imobiliário. 

6. Planeje as suas despesas

Planejar as despesas não significa apenas considerar os custos fixos, os ganhos de cada membro da família e uma margem para gastos extraordinários. Isso também é muito importante, mas não se esqueça de que para um planejamento financeiro pessoal lhe possibilitar alcançar os seus objetivos, você deve reavaliar os seus hábitos.

A todo momento há um bombardeamento por propagandas de produtos que se colocam como essenciais para a vida. Portanto, é preciso analisar muito bem quais compras serão feitas antes de efetivá-las para não comprometer o orçamento. Outro péssimo hábito é ficar se comparando e pautando suas ações a partir da vida de outras pessoas, o que pode levá-lo para um caminho contrário à sua saúde financeira.

Controlar as despesas também significa seguir o planejamento, pesquisar preços, o custo-benefício e, o mais importante, se questionar se é realmente necessário realizar esse gasto. Um consumo consciente, além de ajudar no cumprimento dos seus objetivos, servirá de exemplo aos seus filhos para que, quando adultos, também consigam seguir os passos dos pais para uma vida financeira saudável e próspera.

Apesar de não ser um hábito comum, o planejamento financeiro pessoal é o caminho mais seguro para não fazer parte da estatística dos brasileiros endividados. Mais do que isso, ele lhe permite criar a sua família e prosperar sem tantas preocupações com possíveis imprevistos.

Agora que você já sabe os caminhos para o seu planejamento financeiro pessoal, descubra como definir os seus objetivos financeiros e esteja mais perto de se empoderar economicamente e se tronar o protagonista de sua vida!

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

Leave a Reply

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Prezado RH, palestras e workshops de educação financeira não funcionam.
6 de agosto de 2019
2019 e além
6 erros para evitar com o seu dinheiro em 2019
31 de dezembro de 2018
Construindo um plano de crescimento
11 de novembro de 2018
O seu projeto de vida em 2018 é muito maior do que as eleições
29 de agosto de 2018
A vida é um jogo?
22 de agosto de 2018
Plano ou planejamento financeiro? E a relação com o seu guarda-roupas
11 de junho de 2018

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!