Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Quando o assunto é investimento financeiro, ninguém quer errar. Nada mais natural, pois qualquer falha é capaz de comprometer o seu capital de alguma forma — e isso pode, inclusive, significar perda de dinheiro. Nesse contexto, conhecer alguns termos financeiros é essencial para se sair bem no mundo das aplicações.

Um investidor iniciante deve sempre buscar aperfeiçoar seus conhecimentos na área e, como esse universo é permeado por conceitos e expressões, o primeiro passo para o sucesso é entender melhor cada um deles.

Foi pensando nisso que preparamos o post de hoje. A seguir, você aprenderá, além dos três aspectos importantes relacionados ao investimento — liquidez, segurança e rentabilidade —, diversos termos que podem influenciar diretamente seus rendimentos e ajudá-lo a prevenir eventuais dores de cabeça.

Ficou curioso? Continue a leitura e aprenda um pouco mais!

Rentabilidade

A rentabilidade tem um papel muito importante em qualquer aplicação, já que os ativos devem oferecer algum tipo de rendimento para que sejam economicamente viáveis. Afinal de contas, se não contarem com esse benefício, não vale a pena fazer o investimento, concorda?

Normalmente, os ativos de maior rentabilidade também costumam envolver um risco maior — justamente por isso, eles oferecem uma taxa mais atrativa, pela menor segurança. O mercado de ações é um exemplo de bom investimento e pode oferecer uma rentabilidade interessante.

Por outro lado, viver dessa forma pode ser muito arriscado, pois é instável e oferece pouca segurança. Ainda assim, você pode investir da maneira que preferir, considerando sempre os pontos que forem relevantes para o seu caso.

Liquidez

Independentemente do tipo de investimento que você fará, é sempre bom ter um pouco de liquidez. Ou seja: conte com a possibilidade de transformar o investimento em capital vivo ou transferi-lo de aplicação, caso você precise de dinheiro para alguma necessidade específica.

Isso significa que o montante não está “preso”, mas pode ser retirado e movido a qualquer momento. Essas aplicações são consideradas “salva-vidas”, pois oferecem o apoio que você precisa em uma eventual necessidade.

Para entender melhor o funcionamento, pense nas aplicações de poupança. Elas oferecem uma segurança relativa e um rendimento pouco atrativo, mas apresentam boa liquidez.

Outro exemplo bem conhecido é o Certificado de Depósito Bancário (ou CDB). Ele possui uma boa garantia e liquidez. Como é possível imaginar, se você tem determinadas prioridades a curto prazo e precisará usar o dinheiro de alguma forma, é bom optar por uma aplicação que tenha essa característica.

Segurança

A segurança é outro ponto muito importante, principalmente para os investidores mais tradicionais e desconfiados. Se você tem medo de perder dinheiro em investimentos, deve procurar por uma opção segura, pois, assim, vai ficar mais tranquilo.

É bem provável que a sua rentabilidade seja menor nesse tipo de situação. Por outro lado, você terá, como grande benefício, a segurança de retirar o dinheiro. Uma boa opção é investir nos títulos de Tesouro Direto, opção garantida pelo próprio Governo Federal (ou seja: segura), mas com uma rentabilidade também atrativa para esse contexto.

A poupança é outra possibilidade a se considerar, principalmente se o capital investido vai até os R$ 250 mil. Esse valor é coberto pelo Fundo Garantidor de Crédito, portanto, mesmo que o banco quebre, você tem a quantia aplicada garantida.

Títulos públicos do Tesouro Direto

Agora que você já conhece os três pilares mais importantes para quem quer entrar no mercado de investimentos, deve estar se perguntando se existe alguma opção que ofereça uma dose de todos eles, não é? E a resposta é: sim!

Bons exemplos disso são os títulos públicos do Tesouro Direto. Essa modalidade tem uma segurança altíssima, boa rentabilidade e liquidez diária. Se você não sabia em que investir, acaba de receber uma dica importante.

Clubes de Investimentos

Os Clubes de Investimentos têm ganhado bastante espaço nesse universo. Isso porque permitem que vários investidores se unam e atuem no mercado com um capital maior do que se investissem sozinhos. Em resumo, estamos falando de uma união de recursos de várias pessoas físicas — no mínimo 3 e no máximo 50 —, com o intuito de aplicar o capital em títulos e valores mobiliários.

Como se pode perceber, trata-se de uma forma de investimento coletivo que facilita a entrada do pequeno investidor no mercado de capitais, pois suas normas e regras de funcionamento são simples e flexíveis. Além disso, a oportunidade é excelente para aprender mais sobre o mundo das aplicações.

Assim, imagine que colegas de trabalho ou até mesmo familiares tenham interesse em investir. Nesse caso, eles podem formar um Clube para aplicar, em conjunto, suas economias no mercado de capitais.

Fundos abertos e fechados

Fundos de Investimentos podem se organizar em duas modalidades: os fundos abertos e os fundos fechados. Existem, porém, algumas diferenças marcantes entre eles.

No caso dos fundos abertos, permite-se que novos cotistas sejam admitidos ou que os antigos aumentem sua participação (com mais investimentos). Além disso, a saída de cotistas é permitida no modelo. Nesse caso, ele resgata suas cotas.

Já nos fundos fechados, a sistemática é um pouco diferente, pois não são permitidas a entrada e a saída de cotistas após a fase de captação de recursos. Ademais, ao contrário da modalidade aberta, não é aceita saída do cotista. Portanto, caso ele queira receber sua parte antes do encerramento, deverá vender suas cotas a um terceiro.

Gestão ativa e passiva

Ao gerir o fundo de investimento, o gestor pode adotar duas estratégias distintas: a gestão ativa ou a passiva. Na categoria ativa, o objetivo é alcançar uma rentabilidade maior do que determinada referência, o que faz com que o gestor procure pelas melhores opções de investimento para atingir as metas do fundo. Exemplos de gestão ativa são os Fundos Multimercados, que investem em ativos de diversos setores da economia, se arriscando mais em busca de mais rentabilidade.

Na gestão passiva, por sua vez, o gestor busca manter o desempenho do fundo bem próximo à sua variação. Em outras palavras, quando temos uma opção que adota esse modelo de gestão, há uma preocupação com a estabilidade dos rendimentos.

Bônus: outros termos financeiros importantes + ajuda profissional

Embora a liquidez, a segurança e a rentabilidade sejam os três pilares dos investimentos, existem outros conceitos que você também deve conhecer. Saiba mais sobre alguns deles:

Return on Investment (ROI)

Embora a sigla venha de palavras em inglês, ela também serve para o português. O Retorno sobre o Investimento (ROI) é uma ótima maneira de mensurar a rentabilidade de seus investimentos ou das aplicações que você tem feito.

Trata-se de uma forma de analisar econômica e financeiramente a gestão do seu dinheiro e o retorno que ele tem dado. Nesse caso, quanto maior for o seu ROI, melhor será o desempenho de suas aplicações.

CVM (Comissão de Valores Mobiliários)

A CVM é o órgão que regula o setor mobiliário brasileiro, também sendo responsável por gerenciar os fundos de investimentos. Pela importância que tem para o mercado, é essencial que todo investidor conheça o papel dessa instituição, bem como suas instruções, entre as quais se destacam a CVM 409, 411 e 413 — todas voltadas para o universo dos fundos de investimentos.

Risco de mercado

Em um país com tanta instabilidade econômica como o Brasil, é fundamental entender o que é o risco de mercado. Esse ponto refere-se justamente às variações nos câmbios, nos preços, nas taxa de juros etc.

O risco de mercado é diretamente ligado ao risco de crédito, considerando que, sempre que você investe, está “emprestando” dinheiro para alguém. Então, é bom sempre mensurar os resultados e avaliar se realmente está valendo a pena ou não.

Ajuda para investir

Se você quer ajuda para saber como investir seu dinheiro, deve contar com uma empresa especializada. Afinal de contas, nada melhor do que ter um especialista para direcioná-lo nos investimentos, respeitando os pontos e pré-requisitos que são importantes para o seu caso.

É importante ressaltar que nem sempre o que importa são os investimentos que você faz, mas sim o investidor que você é. Por isso, estudar bastante sobre o assunto e buscar o auxílio de profissionais é o primeiro passo para alcançar bons resultados nesse universo.

LifeFP (1ª e maior empresa de planejamento financeiro pessoal e familiar), por exemplo, pode ser muito importante para o seu sucesso. Ela faz um pacote completo, como a análise de seu perfil, de seu contexto de vida e dos objetivos que você quer atingir com esses investimentos. Isso contribui para que a pessoa se conheça bem e se torne uma investidora de sucesso.

Dessa forma, fica bem mais fácil traçar um plano detalhado e personalizado para você, ajudando-o a alcançar as metas estabelecidas e lhe proporcionando seu tão sonhado empoderamento econômico.

Por meio do Você 2.0, a LifeFP oferece uma ótima ferramenta para quem quer desenvolver uma educação financeira. Porém, esqueça aquela ideia de educação financeira tradicional, cheia de interesses por trás e com parcerias previamente firmadas com corretoras. Nesse caso, a LifeFP não apresenta nenhum conflito de interesses e vai procurar o que é melhor para você.

Agora que você já conhece todos esses termos financeiros, está mais preparado para atuar no mercado de investimentos com segurança e chances reais de sucesso. Afinal, como já sabemos, o conhecimento é a base para aplicar seu dinheiro de maneira correta e adequada ao seu perfil de investidor.

Gostou do artigo de hoje? Então, aproveite e curta nossa página no Facebook para acompanhar de perto as novidades e ficar sempre por dentro de todas as nossas postagens!

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

POSTS RELACIONADOS



07
ago

Descubra como definir seus objetivos financeiros

Não há limites para a capacidade humana de desejar, porém, os recursos disponíveis para concretizar todos esses desejos são escassos. Essa regra básica de economia é universal e se aplica a...
Leia Mais
17
nov

Afinal, o que é resiliência financeira?

Um termo utilizado originalmente para descrever uma característica que algumas pessoas possuem — de se recuperar facilmente de algum abalo, transtorno ou qualquer adversidade que porventura venha a ocorrer —...
Leia Mais
13
mar

COMO APROVEITAR O DIA INTERNACIONAL DO CONSUMO

Todo dia 15/Mar celebramos o dia mundial do consumidor. Você sabe que dia é este e para que ele serve? Este dia foi criado em 1962 pelo presidente dos Estados...
Leia Mais

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Afinal, o que é resiliência financeira?
17 de novembro de 2017
Planejamento financeiro: saiba como criar uma rotina de organização
13 de novembro de 2017
Perfil de investidor: aprenda como identificar o seu contexto
6 de novembro de 2017
Decisões financeiras: saiba como crescer de forma consciente!
16 de outubro de 2017
Saiba como as decisões financeiras impactam na formação dos filhos
11 de outubro de 2017
Planejamento financeiro pessoal: como se preparar e conseguir realizar sonhos?
6 de outubro de 2017

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!