Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

Aprenda a tomar decisões sobre o seu dinheiro.

TEMPOS DE CRISE: COMO SE COMPORTAR DIANTE DE TANTAS MUDANÇAS NO PAÍS?

Sabemos que o Brasil tem atravessado tempos de crise nos últimos meses. E, em 2017, as projeções mostram pouca melhora nos aspectos econômico, político e social. Por isso, este é um momento oportuno para sabermos aproveitar as mudanças de maneira positiva.

Para este post, eu fiz uma pesquisa em diversas fontes, conversei com algumas pessoas e compartilho algumas projeções para o nosso país durante os próximos meses, seus impactos para a sociedade, e como se comportar diante de um período tão duro em nossa história. Continue lendo e confira!

Brasil em 2017: tempos de crise

O último ano foi, sem dúvida, um dos mais instáveis da história recente do país, do ponto de vista econômico, político e social — o que contribuiu para uma sociedade mais abalada e insegura.

Assim, embora as projeções para o Brasil em 2017 sugiram leves melhoras, ainda é preciso rigor para lidar com as sequelas da crise.

Segundo Virene Matesco, professora de economia da Fundação Getúlio Vargas, o Produto Interno Bruto (PIB) — que representa a soma dos bens e serviços produzidos no país — crescerá até 0,5% em 2017.

Mas ainda que a melhora da economia tenha sido também prevista por economistas ouvidos pela Agência Brasil, Virene sugere que o déficit nas contas públicas continuará existindo e que, por isso, é possível que os impostos aumentem como uma tentativa de elevar a receita.

Dessa forma, a recuperação plena do país será mesmo possível somente quando os empresários e consumidores retomarem sua confiança.

Já para Andre Perfeito, economista-chefe da Gradual Investimentos, a perspectiva não é tão otimista. Para ele, a situação política brasileira ainda instável influencia a retração da economia, que, segundo ele, não deve superar o crescimento de 0,2%.

E o cenário econômico internacional seria outro fator influenciador da nossa economia. Para Perfeito, o aumento dos juros norte-americanos em até três vezes em 2017 (indicação do Federal Reserve — Banco Central norte-americano) poderia contribuir ainda mais para a retração da economia brasileira.

O setor de produção também mantém projeções pouco positivas, com expectativas de crescimento de 1,3% (em comparação à queda de 11,2% em 2016) e investimento de 2,3% na indústria em 2017.

Para Flávio Castelo Branco, gerente-executivo da CNI, a redução do endividamento da indústria (que encontra-se ociosa), das empresas e famílias será fator positivo para aumento da produção e consumo.

Impactos no país

Para Michel Temer, atual presidente, algumas medidas em relação à reforma tributária (para simplificar a legislação), política e trabalhista (com melhorias na administração pública, diminuição dos juros e estimulação dos investimentos no país) são necessárias para conter a crise.

Já para Paulo César Nascimento, professor do Instituto de Ciência Política da UnB (Universidade de Brasília), o aprofundamento da Lava Jato e o julgamento das contas da campanha da chapa Dilma-Temer podem intensificar a instabilidade política — podendo até resultar na cassação do atual presidente.

Além disso, segundo Antônio Flávio Testa, também da UnB, outro desafio para o governo — e que poderá afetar o país como um todo — é a possibilidade de as investigações apontarem envolvimento de ministros da equipe.

Em suma, os tempos de crise prometem repercutir com mudanças dolorosas, como a reforma na Previdência, que sugere a idade mínima de 65 anos para a aposentadoria e tempo mínimo de contribuição de 25 anos, entre outras mudanças polêmicas e duras para o cidadão.

Como se preparar em tempos de crise

Em tempos de crise, é interessante se planejar financeiramente para evitar erros e endividamento, e manter a cautela necessária para continuar a “crescer”, mesmo quando o cenário do país for pouco viável.

Para isso, algumas atitudes simples e práticas podem ser tomadas, como:

1. Livre-se das dívidas

A crise tem seu lado positivo para os devedores, pois os credores têm noção da dificuldade e estão mais dispostos a negociar.

Por isso, estude a melhor forma de quitar — nem que a longo prazo — as suas dívidas e se controle para manter o cumprimento das suas metas.

2. Evite o desperdício nos gastos

Há sempre algum gasto desnecessário que temos em casa. Então, em momentos de instabilidade financeira, é interessante fazer uma “faxina” em suas contas domésticas e tentar reduzir, ao máximo, esses gastos supérfluos.

3. Tenha em mente pelo menos três sonhos a serem realizados

As nossas perspectivas são o que nos impulsionam em direção às metas e nos movem continuamente.

Por isso, projete seus sonhos, e defina, para cada um deles, o investimento necessário para que se tornem realidade. Um de curto prazo — de até um ano para se concretizar —, outro de médio — até dez anos — e outro de longo prazo — acima de dez anos.

Aliás, para José Ramón Pin, professor da IESE Business School, a motivação em tempos de crise é mesmo primordial. E pode ser desenvolvida quando trabalhamos a resiliência e continuamos a nos esforçar, a traçar metas e objetivos sem perder o ânimo diante dos desafios.

Além disso, é importante lembrar que as crises são uma fase, e nunca duram para sempre. E deixará menos cicatrizes se soubermos nos controlar emocionalmente, uma vez que a saúde mental interfere no bem-estar físico, pessoal e profissional.

Quanto a isso, no evento “2016 — Cenário Econômico: oportunidades na crise”, foram indicadas as três melhores áreas para investimento no país: bens de consumo, serviços de saúde e mudanças estruturais (como aumento da população de idosos etc.).

Assim, outra medida para atravessar a crise de maneira adequada é aproveitar as oportunidades viáveis e reagir positivamente às mudanças.

Seja criativo, tenha sempre em mente as suas habilidades e invista em atividades que possam complementar a sua renda, agregando melhorias para você e sua família.

4. Conte com o trabalho em equipe

E não se esqueça, finalmente, de que a sua família é fator essencial para um planejamento pessoal que vise a superação da crise.

Portanto, reúna todos, converse sobre o que precisa ser alterado e ajudem uns aos outros a manter as mudanças enquanto for necessário. Inclusive, nesse caso, alguns pequenos reajustes valem a pena ser considerados em sua casa, como:

  • reorganizar as contas em casa: o seu filho, que recebe mesada, pode contribuir com o pagamento de uma fatura de pequeno valor. Por que não ajudar?
  • realizar mudanças de comportamento: adotar atitudes econômicas podem educar todos da família em relação à crise, como alternar o uso de veículos, reduzir o uso de eletrônicos etc.

Enfim, como vimos, as projeções para o Brasil em 2017 melhoraram, embora ainda exijam muito esforço e cuidado de cada brasileiro em prol de uma recuperação completa.

Os tempos de crise, no entanto, mostram que algumas mudanças podem ser necessárias para que aprendamos a lidar com os desafios.

Para isso, os comportamentos e atitudes mostrados neste post podem ajudar você e sua família a “dar a volta por cima”. Então, implemente-os em seu dia a dia e permita pequenas melhoras desde já! E aproveite para compartilhá-las em suas redes sociais para ajudar também os seus amigos!

Sobre o Autor

André Novaes é empreendedor formado em administração de empresas. Acumula experiência no varejo e mercado financeiro, tendo atuado em empresas como 3M do Brasil, Credit Suisse Hedging Griffo, e Prudential do Brasil. Como empreendedor, a sua jornada começou em 1998, quando montou a sua 1ª empresa, um site de internet que posteriormente foi vendido em 2000. Especialista em planejamento de vida, proteção financeira e investimentos dinâmicos, atua como pesquisador e planejador, professor e palestrante, com a missão de conduzir as pessoas e famílias brasileiras à auto- gestão responsável de sua vida e finanças, reconduzindo a família ao centro do planejamento de vida. Em 2007, André Novaes fundou e atua como CEO da LifeFP™. Em 2016 escreveu o manifesto “Uma Nação em Sua Melhor Versão” e criou a LIFE Academy como a plataforma que planejará a vida milhões de brasileiros e transformará a relação das pessoas com o dinheiro.

Leave a Reply

Conheça os cursos online da Life Academy

Últimos Posts

Prezado RH, palestras e workshops de educação financeira não funcionam.
6 de agosto de 2019
2019 e além
6 erros para evitar com o seu dinheiro em 2019
31 de dezembro de 2018
Construindo um plano de crescimento
11 de novembro de 2018
O seu projeto de vida em 2018 é muito maior do que as eleições
29 de agosto de 2018
A vida é um jogo?
22 de agosto de 2018
Plano ou planejamento financeiro? E a relação com o seu guarda-roupas
11 de junho de 2018

CONTEÚDO VIP
Coloque o seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do blog!

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/voce20/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4757

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/voce20/www/blog/wp-includes/functions.php on line 4757